Conteudo Principal
Telegestão
TelegestãoO Sistema de Telegestão utiliza tecnologias de computação e comunicação para controlar todos os processos de produção de água para consumo humano, efetuando a recolha de dados nas instalações geograficamente dispersas, com apresentação no Centro de Comando em tempo útil e de modo amigável para o utilizador, toda a informação (análises, gráficos e relatórios) que lhe permite a tomada de decisões operacionais consentâneas com o estado atual do sistema.

Assim, constituído por uma arquitetura com três níveis (decisão, comunicação e aquisição/controlo), estão implementados um conjunto de equipamento dotados de processamento autónomo que realizam a aquisição das variáveis controladas e garantem a vigilância e segurança das instalações através de uma constante comparação entre os valores de referência e as variáveis físicas e químicas reais, originando quando atingidos os valores críticos, correções em modo automático que incidem sobre a modificação do estado e/ou posição dos órgãos finais.

As vantagens da sua utilização são numerosas pois melhorando globalmente a qualidade do serviço prestado, permite:
  • A Segurança na exploração da rede, dado que o técnico ao ser avisado da ocorrência de todas as anomalias – níveis dos reservatórios, faltas de pressão, faltas de energia elétrica, avarias nos equipamentos – pode encontrar alternativas imediatas face à gravidade dos problemas entretanto reportados
  • A Gestão técnica através do tratamento em tempo real da informação recolhida das instalações, com possibilidade de intervir sobre o estado de funcionamento de todos os órgãos de controlo (grupos de bombagem, válvulas, clorómetros, disjuntores e outros)
  • A Gestão da energia elétrica de todas as instalações de bombagem e tratamento, através da implementação de automatismos que realizam a correlação entre o tarifário energético e os volumes em reserva
  • O Controlo de qualidade pela verificação em tempo real dos parâmetros qualitativos da água
  • A Gestão estatística através do armazenamento de dados que são editados em forma de balanços ou estatísticas de funcionamento de modo a melhorar as condições técnicas e económicas e garantindo a qualidade e quantidade da água distribuída
O sistema de abastecimento da EPAL é gerido por Centros de Comando com especificidades próprias de acordo com a sua localização:
  • Os das Estações de Tratamento de Água da Asseiceira e de Vale da Pedra, as fábricas de água, que são responsáveis pelo controlo das operações de produção de água (captação, tratamento e armazenamento para entrega)
  • O Centro de Comando responsável pelo controlo das operações de transporte, desde a saída das fábricas até à distribuição aos municípios e à distribuição à cidade de Lisboa
O sistema de telegestão centraliza a operação de todas as instalações operacionais que contribuem para a gestão sustentável do ciclo da água (captação, tratamento, transporte e distribuição em alta e em baixa).
  • Telegestão
  • Sinóptico

Subscreva a Newsletter "Água na Rede"

Tem de escolher a Newsletter que pretende subscrever
Clique aqui para mais EPAL
Clique aqui para esconder MENU