Conteudo Principal
destaque MDA entradas gratuitas






Matriz sedimentos e lamas
Os Laboratórios da EPAL estão habilitados a caracterizar metais em lamas, sedimentos e lixiviados. O método de ensaio foi desenvolvido internamente (método interno) recorrendo à técnica de espectrometria de massa com plasma indutivo acoplado (ICP-MS). Esta técnica permite a determinação dos seguintes metais: lítio, berílio, alumínio, vanádio, crómio, manganês, cobalto, níquel, cobre, zinco, arsénio, selénio, molibdénio, cádmio, antimónio, bário, mercúrio, tálio, chumbo e urânio.

A metodologia baseia-se no método EPA 3051 “Microwave Assisted Acid Digestion of Sediments, Sludges, soils and Oils”, o qual consiste numa extração ácida por microondas, equivalente ao processo de extração convencional com ácido nítrico ou, alternativamente, ácido nítrico e ácido clorídrico.

A determinação de lixiviados é efectuada seguindo os princípios das normas DIN 38414 “Sludges and Sediments (group S) – Determination of leachability by water (S4)” e EN 12457-2, sendo posteriormente os metais existentes no eluato analisados por espectrometria de massa com plasma indutivo acoplado (ICP-MS). Na tabela seguinte apresentam-se as especificações técnicas do método de ensaio por metal.

Limite de quantificação e incerteza expandida da metodologia por metal

Parâmetro Limite de Quantificação Incerteza Expandida %
Li 10,0 mg/kg 10
Be Mo Cd Tl Pb U 5,00 mg/kg 15
Al 500 mg/kg 20
V Cr Ni 10,0 mg/kg 20
Mn Ba 100 mg/kg 15
Co As Sb 5,0 mg/kg 20
Cu 100 mg/kg 20
Zn 500 mg/kg 15
Se 20,0 mg/kg 20

Subscreva a Newsletter "Água na Rede"

Tem de escolher a Newsletter que pretende subscrever
Clique aqui para mais EPAL
Clique aqui para esconder MENU