Conteudo Principal
Galeria do Loreto
A Galeria do Loreto era uma das cinco galerias que integravam o sistema Aqueduto das Águas Livres. A sua extensão, totalmente enterrada, era de 2835 metros e incluía todos os ramais.

A Galeria do Loreto apresenta o seguinte trajecto subterrâneo:
  • Início na Casa do Registo, contígua ao Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras, na Rua das Amoreiras
  • Desce no mesmo alinhamento da Rua das Amoreiras até ao Largo do Rato
  • Passagem no mesmo alinhamento da Rua da Escola Politécnica
  • Passagem no mesmo alinhamento da Rua D. Pedro V
  • Prossegue pela Rua da Misericórdia
  • Atravessa o Largo do Chiado
  • Prossegue pela Rua Paiva de Andrade
  • Termina no Largo de São Carlos
Junto ao antigo Colégio dos Nobres, actual Museu de História Natural, existia uma pia de onde saía água para a Imprensa Régia e para o Chafariz do Monte Olivete (antigo Chafariz do Arco de São Bento) e, no alinhamento com a Travessa da Mãe d’Água, existia uma pia quadrada em cantaria, denominada Pia do Penalva, onde se separavam as águas que seguiam para o Aqueduto do Século (Formosa) e para o Aqueduto da Praça da Alegria (Cotovia), cujo prolongamento abastecia um fontanário do passeio público.

Esta galeria abasteceu alguns estabelecimentos públicos onde se destaca a Imprensa Nacional, o Passeio Público, a Misericórdia, o recolhimento de S. Pedro de Alcântara, o Passeio de S. Pedro de Alcântara e o Quartel da Guarda Municipal do Carmo.

O Museu da Água organiza visitas guiadas na Galeria do Loreto que incluem alguns troços subterrâneos:
  • Do Reservatório da Patriarcal ao miradouro de São Pedro de Alcântara
  • Do Reservatório da Patriarcal à Rua do Século
0:00 / 0:00


Subscreva a Newsletter "Água na Rede"

Tem de escolher a Newsletter que pretende subscrever
Clique aqui para mais EPAL
Clique aqui para esconder MENU